em Sem categoria

Intel testa Wi-Max em Bras?lia

A Intel come?a a testar a tecnologia de acesso ? internet sem fio Wi-Max em Bras?lia. Os testes fazem parte do que o executivo-chefe da companhia, Craig Barrett, chama de “cesta b?sica” de tecnologia. O CEO da Intel, de passagem pelo Brasil, disse nesta quinta-feira (16/09) em S?o Paulo que essa cesta b?sica ? parte de uma “agenda para o futuro”.

Barrett afirmou que a “cesta b?sica” deve ser fornecida pelo setor p?blico e privado. O primeiro fica respons?vel pela cria??o de uma base educacional. O setor privado fica respons?vel – e aqui a Intel toma parte da responsabilidade – pela cria??o de uma infra-estrutura tecnol?gica capaz de levar acesso ? internet, software e servi?os para a popula??o. “A Intel tem grande responsabilidade social para devolver ? sociedade o que ? gerado por ela”, afirmou o CEO da Intel.

Nas palavras de Barrett, a cesta b?sica tecnol?gica para o setor p?blico ? composta ainda pelo fornecimento de ferramentas tecnol?gicas e treinamento para professores e pela expans?o do uso da tecnologia para o fornecimento de servi?os p?blicos essenciais de forma mais eficiente. Barret citou como exemplo o servi?o Poupatempo, fornecido pelo governo de S?o Paulo ? popula??o – e que inclui centros de treinamento em computa??o para a popula??o.

O Wi-Max, uma extens?o das redes Wi-Fi, permite cobrir ?reas de at? mais de 30 quil?metros com acesso ? internet sem fio. Ronaldo Miranda, diretor de marketing da Intel Brasil, fez uma demonstra??o em tempo real de um computador conectado em alta velocidade a uma rede fornecida pela Neovia, companhia que tem investimentos da pr?pria Intel.

O projeto de Wi-Max a ser implantado em Bras?lia conta com apoio da Ag?ncia Nacional de Telecomunica??es (Anatel) e da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). “Entretanto, a Intel n?o pretende investir em licen?as para Wi-Max”, explicou Miranda.

A fase de testes, em parceria com o Minist?rio da Educa??o, vai at? o final de dezembro e atingir? uma ?rea de 35 quil?metros em torno da capital federal. Um laborat?rio com computadores instalado em uma escola de Bras?lia e um caminh?o da Intel equipado v?o fornecer acesso ? internet, cursos de ensino ? dist?ncia e uso de e-mail, entre outros. Um projeto deve ocorrer na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais.

Ainda em parceria com o governo federal, a Intel inicia o projeto piloto do programa Aluno T?cnico no estado do Piau?. O projeto pretende treinar e desenvolver capacidades t?cnicas em alunos do ensino m?dio para montagem, recupera??o e manuten??o de computadores. Na primeira fase do Aluno T?cnico, dois p?los de recupera??o de micros em Teresina v?o treinar duzentos alunos de escolas p?blicas estaduais e municipais. O projeto inclui participa??o dos minist?rios do Trabalho e da Educa??o.

A passagem de Barrett pelo Brasil deve ser a ?ltima do executivo como CEO da Intel. Prestes a completar 66 anos – pela pol?tica da Intel, a idade m?xima para se aposentar ? 65 anos, o sucessor de Barrett deve ser conhecido apenas em maio de 2005, quando ocorre o encontro anual da dire??o da companhia.

Autor: Henrique Martin, da PC World