em Sem categoria

Configurando sistema de LVM ( Logical Managing Volumes).

Configurando sistema de LVM ( Logical Managing Volumes).

Considera??es inicicais

Sistema Operacional: Debian Gnu/Linux (Woody) 3.0 R2
Kernel: 2.4.28
M?dulos do Kernel utilizados: lvm-mod, md e linear
Hardware utilizado para o LVM: 4 discos rig?dos de 80 GB – Ultra-ATA modelo Seagate Barracuda.
Disponibilidade das parti??es de disco no sistema:

Disco 1:
/dev/hda1 /boot
/dev/hda2 /swap
/dev/hda3 /
/dev/hda4 LVM

Disco 2:
/dev/hdb1 LVM

Disco3:
/dev/hdc1 LVM

Disco4:
/dev/hdd1 LVM

Agora estaremos dividindo em etapas todos processos para cria??o da LVM.

1) Preparando o sistema operacional para LVM.

Todos os m?dulos necess?rios para cria??o de um sistema de LVM, j? se encontram no Kernel do Gnu/Linux.
Na distribui??o Debian Gnu/Linux podemos manipular estes m?dulos atrav?s de um aplicativo chamado modconf, com ele iremos instalar os m?dulos necess?rios para que nosso projeto de continuidade, para isso entre no terminal e digite:

#modconf

Entre na sess?o kernel/drivers/md
selecione lvm-mod e pressione quatro vezes a tecla “Return” para poder instalar os m?dulos, siga este mesmo exemplo e instale os m?dulos md e linear que ficam na mesma sess?o.

Os pacotes necess?rios para o projeto de cria??o do LVM ser?o o lvm10 e lvm-common, para isso usaremos o aplicativo Apt-Get para instalar os pacotes:
#apt-get install lvm10 e lvm-common

Caso voc? n?o encontre alguns dos pacotes mencionados acima, adicione em seu /etc/apt/sources.list o Mirror:

deb http://mirrors.kernel.org/debian/ stable main
deb-src http://mirrors.kernel.org/debian/ stable main

e depois use o apt-get update para atualizar o banco de dados do Apt.

2) Particionando os discos no sistema

Levando em considera??o o aspecto de hardware mostrado no in?cio deste artigo, iremos trabalhar com as parti??es que deveram ser configuradas para LVM, ou seja: /dev/hda4, /dev/hdb1, /dev/hdc1 e /dev/hdd1.

Para isso usaremos o aplicativo fdisk para particionar os discos, entre no terminal e digite

#fdisk /dev/hda
digite “n” para nova parti??o, na sequ?ncia digite “p” para parti??o prim?ria e “4” para o partition number (n?mero da parti??o).
Agora devemos mudar o tipo de parti??o que criamos, para isso ainda no fdisk digite “t” depois “4” para o partition number, ser? solicitado o Hex code ( c?digo hexa), para isso digite “8e” que refere-se ao id da parti??o LVM.
Para gravar todas as altera??es no disco devemos ent?o digitar “w” e depois “q” para sair.

Seguiremos o exemplo para particionamento dos outros discos, levando em considera??o a mudan?a do partition number nos discos.

3) Criando os grupos fis?cos para o LVM:

Agora que j? particionamos nossos discos, iremos agrupar as parti??es fis?cas de nosso LVM, para isso usaremos o aplicativo pvcreate:

#pvcreate /dev/hda4 /dev/hdb1
#pvcreate /dev/hdc1 /dev/hdd1

4) Criando os volumes para o LVM

Tendo os discos j? agrupados, agora iremos criar os volumes dos grupos, para isso usaremos o comando vgcreate

#vgcreate lvm_ab /dev/hda4 /dev/hdb1
#vgcreate lvm_cd /dev/hdc1 /dev/hdd1
Os nomes “lvm_ab” e “lvm_cd” respectivamente podem ser alterados para os de sua escolha, neste caso optei por identificar os volumes pelas associa??es dos dispositivos agrupados com seus id’s do tipo: HDA e HDB com isso o nome “lvm_ab” .

4) Verificando informa??es sobre os volumes criados:

Temos agora que verificar a disponibilidade do tamanho m?ximo para o LVM, para isso usaremos o comando vgdisplay

#vgdisplay

*procure pela linha VG Size, nela est? descrito o tamanho m?ximo a ser usador para os volumes, em nosso exemplo a sa?da do comando ficaria:

VG Size 152.01 GB

5) Criando os volumes l?gicos:

Agora que j? verificamos a disponibilidade m?xima dos volumes, iremos criar os volumes l?gicos seguindo o valor do VG Size:

#lvcreate -L150G -nvol1 lvm_ab
#lvcreate -L150G -nvol1 lvm_cd

Explicando as flags do lvcreate:
-L: tamanho do volume l?gico
-n: nome para o volume

6) Criando o sistema de arquivos no volume criados

Agora que j? temos um volume l?gico criado, devemos formatar os mesmos, no meu caso resolvi usar o File System EXT3.

Para formatar para EXT3 usaremos o aplicativo Mke2fs, para isso entre no terminal e digite
#mke2fs -j -b 4096 /dev/lvm_ab/vol1
#mke2fs -j -b 4096 /dev/lvm_cd/vol1

Explicando as flags do mke2fs:
-j : Cria o file system usando o EXT3 como padr?o.
-b: “Block Size” tamanho do bloco

7) Disponibilizando os volumes na inicializa??o do sistema.

Para disponibilizarmos os volumes na inicializa??o do sistema devemos informar no arquivo /etc/fstab os volumes LVM.

Antes de editar o arquivo crie os pontos de montagem para os volumes, em meu exemplo usarei:

mkdir -p /mnt/LVM/lvm_ab ; mkdir -p /mnt/LVM/lvm_cd
na sequ?ncia, fa?a um backup do arquivo /etc/fstab como seguran?a e depois edite com o arquivo usando seu editor preferido:

#vi /etc/fstab

*adicione as linhas:

/dev/lvm_ab/vol1 /mnt/LVM/lvm_ab ext3 defaults 0 1
/dev/lvm_cd/vol1 /mnt/LVM/lvm_cd ext3 defaults 0 1

Tendo executado todos os passos com sucesso seu sistema de LVM estar? pronta para produ??o.

Mais informa??es sobre LVM podem ser encontradas em:

http://fsbox.org/
http://www.freelinuxcdrom.com/LDP/HOWTO/LVM-HOWTO/initscriptdebian.html
http://elibrary.fultus.com/technical/index.jsp?topic=/com.fultus.linux.howtos/howtos/LVM-HOWTO/cover.html

Qualquer d?vida entrem em contato: [email protected]

At? a pr?xima.