Como qubrar paradigmas e provocar mudanças

Artigo retirado do perfil de Richard Branson CEO da Virgin Group.

A história da Virgin teve como cerne abalar os setores e desafiar o status quo para gerar mudanças positivas. Nós não iniciamos nossas atividades para ganhar dinheiro, nós queríamos conceder aos amantes da música um acesso mais fácil e mais barato às suas bandas e artistas favoritos; restabelecer um pouco da diversão e do entusiasmo perdidos; e unir as pessoas e as ideias empreendedoras a fim de criar oportunidades para um mundo melhor.

Em nossa trajetória de mais de 50 anos, com centenas de empresas criadas no mundo todo, em diversos setores, nós aprendemos que provocar mudanças nem sempre é fácil, mas há algumas formas infalíveis para dar o pontapé inicial…

Como o nome da nossa marca devidamente sugere, nós não tínhamos ideia do que estávamos fazendo quando começamos. Para a maioria das pessoas de negócios, isso seria algo ruim, mas nós aprendemos rapidamente que essa era a nossa maior vantagem. Livres e sem influências, nós fizemos as coisas da nossa maneira e assumimos muitos riscos. E, para nossa surpresa, esse modo de operar chamou a atenção das pessoas, abalou os setores desgastados e provocou mudanças mais do que necessárias.

Mesmo após aprendermos todos os macetes dos negócios, nós mantivemos esse espírito jovem de inexperiência e ignoramos as regras. Em vez de fazer as coisas “da forma certa”, nós optamos por pensar e agir de forma diferente. Acredito que todas as pessoas que realmente fazem a diferença têm essa atitude em comum. Sem dúvida, foi dessa forma que Steve Jobs viveu e trabalhou. Para mim, ele foi um verdadeiro inovador. (mais…)

Continuar lendo
Fechar Menu