Uzebox Video Player

Já imaginou montar seu player de DivX para assistir em qualquer TV ? Agora imagine se o player 4KB de memória para rodar ? Sim é isso mesmo que você leu ele precisa de 4KB

Especificações:
CPU: ATmega644 microcontroller
Total RAM: 4K
Program Memory: 64K
Speed: 28.61818Mhz (Overclocked)
Colors: 256 simultaneous colors arranged in a 3:3:2 color space (Red:3 bits, Green:3 bits, Blue: 2 bits)
Resolution: Up to 240×224 pixels (tiles-only and tiles-and-sprites modes)
Sprites: Up to 32 simultaneous sprites on screen at any time
Video output: NTSC Composite and S-Video
Sound: 4 channels wavetable, 8-bit mono, mixed at ~15Khz and output via PWM
Inputs: Two NES/SNES compatible joypad inputs
Options: MIDI-in interface and s-video output

Imagens
Imagem 01
Imagem 02
Imagem 03

Para saber mais sobre o projeto acesse
http://belogic.com/uzebox/

Steve Jobs está de volta

Eis que Steve Jobs CEO da Apple Computer Inc está na ativa novamente. Apesar de muito magro devido a doença Steve manteve-se forte e tranquilo na ampresentação do iTunes 9 e Ipod Nano 5GB

Veja o vídeo:

SEO: O que é link building ?

Link Building é o conjunto de técnicas de SEO e otimização de sites responsável pela arquitetura interna de links de um site e pela conquista de links externos, que são tão importantes quanto os links internos. Como já vimos aqui no blog, os links são a forma pela qual os buscadores navegam pela internet, descobrem novos sites e determinam o ranking dos sites. Os benefícios que os links trazem para o site são vários, especialmente se o Link Building for feito corretamente.

Os objetivos de conseguir links com uma campanha de Link Building são, não só conseguir links para aumentar o PageRank e um melhor posicionamento do site nas buscas, como também conseguir aumentar as visitas do site.

A principal questão quando se fala em Link Building é: como ganhar links? As estratégias de Link Building respondem à essa pergunta e abrem diversas opções de atuação.

Elementos de Link Building
Link Building: Por Onde Começar?

Quando se inicia um trabalho de Link Building, o primeiro passo é arrumar a casa, ou seja, vasculhar todo o site, redescobrindo cada página existente e qual o assunto tratado em cada página para que sejam definidas as keywords que cada página deve focar e, por consequência, o texto âncora que deve ser usado para linkar para cada página.

Como o Fábio Ricotta sugeriu, re-otimize o conteúdo dessas páginas se for necessário. A sintonia entre texto âncora e principal keyword da página é essencial para o bom posicionamento dessa página.

Assim que você tiver o conhecimento de cada página e cada keyword, é hora de começar a linkagem interna das páginas do seu site. É no próprio site que o Link Building começa.

É importante prestar atenção também em alguns pontos como a semântica dos links e como a Otimização de URL ajuda no posicionamento do site. Para conseguir unir estes dois pontos, talvez você precise reescrever URLs para torná-las “amigáveis”.

Esse processo pode também ajudá-lo a encontrar conteúdo duplicado dentro do site e, se houver, deve ser corrigido utilizando redirecionamento 301.
Links Externos: A Parte Fácil

Agora que você já colocou ordem na casa, a linkagem externa pode ser iniciada. Uma boa primeira opção é o cadastro em diretórios.

Como eu expliquei no post sobre cadastro em sites de busca, isso não deve ser feito indiscriminadamente. É preciso fazer uma avaliação e seleção dos diretórios aos quais cadastrar um site. O importante é procurar diretórios onde um site somente seja incluído após uma verificação em cima dele, ou seja, o diretório deve ter um controle de qualidade, seja um diretório pago ou gratuito.

Outro meio simples de conseguir links que levem pessoas e/ou buscadores para o seu site, é através da divulgação do site por Feeds e Social Bookmarks. Embora alguns dos sites de Social Bookmark utilizem o atributo rel com valor nofollow nos seus links, se eles recebem muitas visitas, com certeza você receberá visitas, ainda que não receba PageRank.

Ainda, existem meios de otimizar Feeds e Social Bookmarks que devem ser usados, como escrever um título otimizado e descrever atrativamente a página que você está divulgando.
Links Externos: A Parte Difícil

Até aqui a sua campanha de Link Building vai muito bem, pois só dependeu dos seus próprios esforços e você conseguiu produzir links por conta própria. Agora vem a parte mais difícil, conseguir que outros sites façam um link apontando para você.

Casa arrumada, hora de conhecer os vizinhos. Esse é exatamente o espírito. Para conseguir links de outros sites, uma das piores táticas é ser agressivo: “Olhe o meu site, faça um link para ele”. O mais importante é ser educado e honesto.

Os vizinhos do seu site são os outros sites que tratam do mesmo assunto que você. É destes sites que surgem os links mais interessantes, por serem de assuntos relacionados ao seu. Preferencialmente, aborde os sites que não divulguem a mesma informação que você, assim você pode complementar o conteúdo deste outro site.

Um exemplo que eu já utilizei anteriormente: supondo que eu tenha um blog especializado em Link Building e o blog do MestreSEO fale sobre SEO, mas não de Link Building. O meu blog complementaria o MestreSEO e eu poderia conseguir ótimos links para o meu blog.

Em especial, quando se trata de blogs, a abordagem correta realmente é a de começar um relacionamento. Deixar comentários em blogs pedindo links é péssimo, mas ser participativo, deixar comentários inteligentes pode acabar rendendo links.

Para empresas, é mais adequado um email formal mostrando seu interesse, seu conhecimento, sua importância. São links mais difíceis de serem conseguidos.

Mas tanto para empresas, quanto para os demais sites e blogs, o Link Building deve ser usado a favor de ganhar links externos, bem como reputação também. Reputação para não ser lembrado como “aquele site que fazia spam no meu email e no meu blog querendo links”.
Link Building: Precauções

Nem tudo são flores, e conforme eu mencionei em meu post Link Building – O Outro Lado da Moeda, existem cuidados a serem tomados durante a campanha de Link Building para que o trabalho não seja perdido.

O principal é não se envolver no chamado Link Farm, técnica Black Hat SEO, onde vários sites se interlinkam e acabam todos sendo punidos pelo Google. Isso não significa que linkar para outros sites é proibido, muito pelo contrário, deve ser feito, é assim que funciona a Internet, ela precisa destes links.

A versão menor do Link Farm também deve ser evitada, ou seja, o cross-linking entre 2 sites exclusivamente. Na melhor das hipóteses, o Google vai ignorar todos esses links, na pior, vai punir os dois sites. Melhor não arriscar.

É importante ainda usar o Link Building para promover todo o site, e não exclusivamente uma página. Promovendo todo o site, novos links vão surgir por todo o site, promovendo uma única página, todos os links novos vão ser para a mesma página, o googlebot pode não olhar para isso com bons olhos, pode entender que está ocorrendo uma tentativa de manipulação dos resultados e punir esta página que está sendo promovida.

Isso também chama a atenção para dois outros pontos que devem ser evitados: sempre o mesmo texto âncora no link para uma determinada página e mesmo texto ao redor do link. Esses dois pontos juntos podem caracterizar links “encomendados” e o Google vai punir com certeza.