Github: Como criar um repositório usando o Git com Github no OSX

O controle de versão é sem dúvida algo necessário na vida de qualquer desenvolvedor. A variedade de aplicativos de controle de versão acaba dificultando a vidade de todos para saber qual o melhor o mais indicado para um determinado projeto. Bom na verdade eu controlava até pouco tempo tudo em diretórios em uma arquitetura de update_jobxxx mas agora com o crescimento de um dos projetos que estou tocando tive que partir para algo mais completo e seguro.

Então escolhi o Git com Github. Vou mostrar como criar um repositório no Github usando o Git no OSX.

1_ Primeiramente você vai precisar de um cliente de Git instalado em seu computador. No meu caso como estou usando o OSX resolvi tudo pela linha de commando. Comece baixando o cliente Git em http://code.google.com/p/git-osx-installer/

2_ Depois de baixar e instalar o Git em seu OSX, vamos abrir uma conta no GitHub acesse http://github.com cadastre uma conta para que possamos passar para o passo 3

3_ Cadastre o seu projeto entrando com o nome do projeto, email de contato e descrição do projeto.

4_ Depois de cadastrado vamos configurar nosso primeiro repositório para sincronização remota com o Github. Para isso siga o exemplo abaixo:

Configurações globais:

git config –global user.name “O nome do seu projeto aqui”
git config –global user.email jaccon@gmail.com

Próximo passo

mkdir BUBLE
cd BUBLE
git init
touch README
git add README
git commit -m ‘first commit’
git remote add origin git@github.com:buble/BUBLE.git
git push -u origin master

Explicando

Na primeira linha informamos o nome e e-mail cadastrados no Github. Na segunda linha criamos um diretório onde ficará os arquivos do repositório que criamos.

Na terceira linha entramos e criamos um arquivo README no qual servirá apenas de exemplo para fazer o primeiro commit no servidor GitHub.

Em git add README adicionamos o arquivo README ao controle de versões. Na sequência comitamos o arquivo com git commit e git remote add …

Na última linha  git push -u origin master transferimos o arquivo para o GitHub.

Caso você tenha algum problema com a chave RSA. É possível que você tenha algum problema com a chave RSA pública que deve ser criada e cadastrada no Github.

Para isso ainda no terminal utilize os seguintes comandos abaixo:

$ cd ~/.ssh

$ ls
config id_rsa id_rsa.pub known_hosts
$ mkdir key_backup
$ cp id_rsa* key_backup
$ rm id_rsa*

$ ssh-keygen -t rsa -C “jaccon@gmail.com”
Generating public/private rsa key pair.
Enter file in which to save the key (/Users/jaccon/.ssh/id_rsa):
Enter passphrase (empty for no passphrase):
Enter same passphrase again:
Your identification has been saved in /Users/jaccon/.ssh/id_rsa.
Your public key has been saved in /Users/jaccon/.ssh/id_rsa.pub.
The key fingerprint is:
01:0f:f4:3b:ca:85:d6:17:a1:7d:f0:68:9d:f0:a2:db jaccon@gmail.com
The key’s randomart image is:
+–[ RSA 2048]—-+
| .+ + |
| = o O . |
| = * * |
| o = + |
| o S . |
| o o = |
| o . E |
| |
| |
+—————–+

E por último vamos copiar a chave criada para o buffer da máquina.

$ cat ~/.ssh/id_rsa.pub | pbcopy

Para finalizar basta colar a chave RSA pública e adicione na url https://github.com/account no campo SSH Public Keys

Bom se você não teve mais nenhum problema até este ponto isto significa que você já comitou o arquivo no repositório isto é bom certo ? rs

Para você comitar os próximos arquivos do projeto basta seguir os mesmos comandos abaixo:

cd buble ( o caminho local do seu repositório )
git remote add origin git@github.com:buble/BUBLE.git
git push -u origin master

Posted in Sem categoria

Buble API: API Open Source disponível para utilização

A API do site Buble.me está disponível para utilização. Com ela o desenvolvedor pode salvar e encurtar links dentro do Buble.

Uma função em PHP foi disponibilizada no GitHub para acessar clique no link abaixo

https://github.com/downloads/buble/BUBLE/buble-api-v0.1-beta.php

Para cadastrar seu site e pegar a API Key entre em

http://buble.me/addurlapikey

OBS: A versão da API ainda está em versão Beta. O Buble passará por uma grande reformulação mas os desenvolvedores prometaram que manterão todas as funcionalidades da API funcionando.

Vale a pena conferir.

Posted in Sem categoria

Android: Transformando seu Android em um modem 3G

Se você está cansado de ficar levando aquele modem 3G chato para cima e para baixo se você tiver um smartphone com Android 2 ou superior seus problemas estarão acabados.

Neste tutorial irei mostrar como habilitar o HTC Magic com Android 2.0 como modem para um Macbook Pro rodando OSX. O exemplo também funcionará para usuários de Windows e Linux também.

1) Primeiramente baixe o programa PDANET em http://buble.me/186fa;

2) Intale o programa em seu Mac. Será habilitado uma nova interface de rede em seu computador entre com seu usuários para finalizar a instalação.

Lembre-se de deixar a nova interface de rede no Mac como DHCP pois utilizaremos ela para se conectar com o Htc Magic. Reinicei seu computador;

3) Vá no painel de controle do seu HTC Magic e Entre em Settings/Applications/USB Debugging e habilite a opção. Entre no Android Market Place e baixe o aplicativo PDANet. Depois de concluir o download rode o aplicativo. Clique em Enable USB Tether para habilitar a comunicação com o OSX.

4) Conecte o cabo USB no HTC Magic e ligue-o no Macbook. Aparecerá um ícone de um celular no Finder mostrando a conexão. Caso sua máquina não pegue o endereço automáticamente via DHCP entre no Mac em System preferences/Network / Advanced e clique em renew para renovar o endereço de IP da máquina.

5) Verifique se a conexão 3G está funcionando em seu smartphone para evitar erros. Se tudo correr bem vocês já estará navegando normalmente com seu HTC Magic.

Resumindo:

Você precisará baixar o aplicativo para o Android pelo Markplace chamado PDANet. Irá fazer o download do aplicativo do mesmo nome para seu computador, OSX, Mac ou Linux utilizando o link acima. Habilite o USB Debugging e na sequência habilite o aplicativo PDaNet no celular deixando em ON. Vá até o Finder do OSX e clique em Connect. Verifique se houve conexão do contrário acesse o System Preferences e renove o ip por DHCP.

Caso tenha alguma dúvida utilizem o espaço para comentários do site.

Posted in Sem categoria

IE9: primeiras impressões do IE9

Web Standarts ? bom de nada que ouvi nos releases do produto foram cumpridas no RC disponibilizado pela Micrsofot. Não há suporte a bordas arredondas como prometido por padrão, o motor javascript ainda perde para Firefox e principalmente para o Chrome.

A interface lembra bastante o Chrome, visual limpo e direto ao ponto. Veja algumas imagens abaixo:

Baixe e instale só assim para tirar suas próprias conclusões 😉

Posted in Sem categoria